Reuniões – um problema a ser enfrentado

1 03 2011

Novo post no meu blog, leiam lá! http://brunohpaes.com.br/blog/2011/03/01/reunioes-um-problema-a-ser-enfrentado/

Anúncios




Como lidar com a pressão

17 02 2011

Todos os dias lidamos com os “Está pronto?”, “Cadê o relatório que te pedi?”, “Já fez aquele curso que te falei?”, “Terminou a faculdade?” e afins. Isso é cotidiano. Desde crianças convivemos com todos os tipos de pressão, seja por boas notas, seja para ser aceito na turminha, seja em busca do primeiro emprego, entrar na faculdade, ter uma família, pagar as contas, aposentar bem… não necessariamente nessa ordem.

Então Josias, tá pronto?

Vivemos na base de prazos, metas, objetivos. Estamos sempre buscando encontrar algo, fazer algo mais, se capacitar, crescer. E isso gera bastante pressão, e quando atingimos alguns desses objetivos subimos na carreira, e aí adivinha o que encontramos lá: mais pressão!

E sabe qual é o segredo para lidar bem com a pressão? Se souber, me conta!

Brincadeira!

Você deve, antes de tudo, ter uma vida saudável. Sabe porque? Porque se sua saúde está ruim é mais difícil para você ter paciência com qualquer coisa, e o estresse pode se tornar um novo problema de saúde, e ainda agravar os outros. Então, viva bem!

Pensando no seu cotidiano corporativo, o que você tem que pensar é que as pressões são impulsos para você crescer. Não encare tudo como problema, e sim como desafio! É fácil? Não, não é. Mas se você levar tudo “a ferro e fogo” você vai ter problemas.

Não estou falando aqui que você deve aceitar tudo, não é isso. Mas o que for pertinente a você, que caiba a você resolver, resolva. Encare o problema, aguente a pressão e faça, você é pago pra isso. Se não está satisfeito é outra história, vai de conversar com seu empregador ou então encontrar outro emprego, mas fazer “corpo-mole” não é a melhor alternativa.

E uma dica pessoal: humor! Faça piadas, aceite ser a piada as vezes (só não deixem abusar, pois pode se tornar perseguição. Um dia falo sobre isso), de risadas, não fique sempre mal-humorado. Tem dias que é difícil, mas tente!

Uma boa dica: Vida de Suporte. Excelentes pérolas do mundo da TI em forma de tirinhas.

Vamos enfrentar a pressão, pois ela sempre vai existir. Como você vai lidar com ela vai do seu jogo de cintura. Boa sorte!





Frases de MSN

15 02 2011

Título estranho, né?

Prosseguindo com as dicas que já dei sobre sua imagem na web e sobre assuntos polêmicos no trabalho, vamos a um outro ponto que não deve ser negligenciado: os Instant Messengers, como MSN, Skype, gTalk e semelhantes.

É comum utilizarmos essas ferramentas, que agilizam a troca de mensagens, servem para pedir ajuda a um companheiro de trabalho, trocar arquivos, falar com amigos, familiares, e tudo sem custo. Coisa linda não?

É isso aí bicho! Tô online combinando um churras com o Erasmo e a Wanderléa

Porém temos que nos atentar para um item comum à maioria desses programas: o subnick, status ou “frase de msn”. É, aquilo que você deixa como mensagem.

Isso está visível para todos os seus contatos. E, por todos os seus contatos, entenda que estarão aí companheiros de trabalho, amigos, sua namorada, e quem sabe seu chefe.

Exemplo de subnick no Skype

Então já pensou se você escreve lá algo como “Meu, que merda de emprego! Prefiro ficar dormindo!” e seu chefe lê? Ou aquele “colega” de trabalho que é o maior puxa-saco e vai correndo contar pra chefia… você pode ter problemas!

<polishop>E não é só isso!</polishop>

Com essa frase você pode passar uma imagem errada para as pessoas, ou pode queimar seu filme por alguma besteira. Então, é basico: não escreva palavrões, não use sua frase para dar “indiretas” (muitas vezes diretas), não escreva reclamações sobre seu emprego/família/amigo/namorada/animal de estimação, e JAMAIS escreva errado!

Meu Deus, como as pessoas “gostam” de escrever errado!

Já cheguei ao cúmulo de ler “asseço”. Juro! Pelo contexto deduzi que era “acesso”, mas haja força de vontade pra traduzir o que alguns infelizes escrevem.

Vamos prezar pela gramática! Seja em português, inglês, espanhol, russo, alemão ou mandarim, vamos escrever corretamente! Nada de “a sua inveja fais o meu suçeço” ou semelhantes! E atente-se para o que você escreve no seu subnick, muita gente pode estar lendo aquilo. Seja sensato!





Ronaldo e a aposentadoria

14 02 2011

Apesar de fugir um pouco do tema desse blog esse assunto nos faz pensar: quando é a hora de parar?

É muito complicado definir, pois quem não é atleta não ganha uma fortuna e não pode decidir quando aposentar. Mas podemos decidir COMO vamos nos aposentar.

Quer saber como? Com planejamento!

"Note que reduzindo seu custo com batata-palha seu orçamento terá um ganho significativo"

Estamos sempre sujeitos a imprevistos, porém com um bom planejamento podemos ter resultados próximos do esperado. O maior exemplo disso é quando queremos comprar algo. Vamos fazer uma conta simples:

– Valor do bem: R$ 20.000,00

– Orçamento mensal disponível: R$ 700,00

– Tempo “juntando” para chegar ao valor do bem: aproximadamente 28 meses

– Financiando em 48 meses, juros de 1,5% A.M.: R$ 851,45 por mês, total de R$ 40.870,00

Ou seja, estoura o orçamento, fica apertado e ainda paga mais do que o dobro. Bom negócio? Parece que não.

Muitas vezes precisamos financiar algo, mas se puder, evite. E nunca, jamais, caia na roubada de pagar o mínimo no cartão de crédito. Jurinhos de quase 14% não são legais de pagar.

O que eu quero dizer com isso? Que você deve ser bom em planejamento. Planeje seu futuro, faça uma previdência privada, junte um dinheiro, e principalmente, cuide de sua saúde. Assim você poderá desfrutar de uma boa aposentadoria, viver bem e curtir a vida.

Em tempo: Ronaldo, obrigado por tudo! Pelo exemplo de superação, pela Copa de 2002 e por tudo que representou ao futebol. Sem dúvida um dos maiores que eu vi jogar, junto com o Zidane.





Assuntos polêmicos, trabalho e pessoas

11 02 2011

Todo mundo gosta de conversar, ou pelo menos quase todo mundo. Então, em um ambiente de trabalho, onde há várias pessoas juntas, há bastante conversa, seja na hora do café, seja em reuniões, seja durante a execução das atividades.

Galerinha na hora do café

E pessoas são diferentes. Cada um pensa de um jeito, tem uma opinião, torce para um time, gosta de determinadas coisas. Essa é a graça da humanidade! Mas com tanta gente diferente no mesmo ambiente é necessário cuidado para evitar assuntos que possam causar polêmica, contendas, brigas, inimizades, enfim, que não sejam “bons assuntos” para o ambiente de trabalho. Nesse post pretendo citar alguns assuntos que sempre são estopim de problemas.

Futebol

Esse é fato! Moramos no “país do futebol”, a maioria das pessoas torce para algum time, uns mais de perto, outros não-praticantes. Falando na área de TI onde temos uma demografia que tende a ter mais homens esse “problema” é agravado, pois o sexo masculino tende a acompanhar mais o esporte bretão.

E aí caímos nas rivalidades. Santos, São Paulo, Corinthians e Palmeiras no estado de SP. Vasco, Flamengo, Fluminense e Botafogo no Rio. Atlético-MG e Cruzeiro em Minas. Internacional e Grêmio no Rio Grande do Sul. E por aí vai, rivalidades no Nordeste, no Paraná… e piora quando tem clássico.

Ahhhh, meu time é melhor que o seu!!!!

 

Tem quem leve as piadas na esportiva, tem quem brigue. Esse é o problema. Temos que ter muito cuidade quando o assunto é futebol para não perder amigos e se complicar no ambiente de trabalho. Se você ainda não conhece as pessoas, é novo de empresa ou sabe que a maioria é fanático, nem brinque. Deixe suas piadas para um ambiente entre amigos que não vai afetar seu emprego.

Religião

Alerta vermelho! Se o futebol que é quase uma religião é tão problemático, religião então…No Brasil temos uma grande variedade de crenças, e isso em um ambiente de trabalho pode ser perigoso, pois infelizmente ainda existe preconceito e intolerância.
Católicos, evangélicos, budistas, umbandistas, Seicho-no-ie, Pró-Vida, Herbalife, são muitas as religiões e filosofias de vida, e todos devem viver em harmonia. Portanto se você pensa em tentar “ganhar” pessoas para sua religião deixe para fazer isso onde não cause polêmica, fale com as pessoas em particular e evite contendas, pois quem sai perdendo é você e sua carreira.

Sexualidade

Tão problemático quanto as anteriores. A opção sexual de cada um é individual, e por mais que você não concorde você deve respeitar, não só no trabalho como em qualquer lugar. Portanto criticar, atacar ou satirizar alguém pode ser um grande problema para você e ser motivo inclusive de demissão, muitas vezes por justa-causa.

Sua opinião

Não, não to falando que sua opinião é um problema! Quero que você deixe a sua opinião nos comentários sobre se você já presenciou algum problema em ambiente de trabalho por conta de algum assunto polêmico. Vamos lá, desembucha!





O homem por trás do iOS

9 02 2011

Todos os dias vemos notícias sobre lançamentos de novos smartphones, tablets, torradeiras e fornos elétricos. Isso já é cotidiano, pois esses gadgets (exceto a torradeira e o forno elétrico) estão se tornando cada vez mais comuns, logo lançamentos atraem bastante atenção da mídia.

E é impossível falar na dupla smartphone/tablet sem lembrar do sistema operacional que quebrou vários paradigmas quando foi lançado: o iOS.

Desde o primeiro iPhone, em 2007, o iOS mostrou-se robusto, estável, com uma grande variedade de aplicativos e, principalmente, intuitivo. Com o recurso de multi-touch o iPhone foi (e ainda é) um sucesso absoluto, e grande parte desse sucesso se deve pelo sistema operacional excelente.

Mas quando falamos no iOS logo lembramos da Apple, e não há como lembrar da Apple sem pensar no homem por trás disso tudo: Steven Paul Jobs, mais conhecido com Steve Jobs.

Nascido em 1955 nos Estados Unidos, Jobs é hoje um dos nomes mais influentes do planeta. Os lançamentos da Apple são guardados a sete chaves e causam grande buzz quando chegam, sejam pelos recursos, pelo design ou simplesmente pelo marketing bem feito. O que não se pode negar é que o “Estevão Trabalhos” é excelente em uma arte: administrar.

Veja esse trecho da Wikipedia:

Sob a orientação de Jobs, a Apple aumentou suas vendas significativamente depois destas inovações implantadas por ele e sua equipe. O iMac foi o primeiro computador introduzido no mercado com várias características avançadas, principalmente pelo seu design inovador e pelo material utilizado, basicamente o plástico translúcido e colorido, o que decretou a morte da cor padrão para PCs (o bege), e a partir de então muitos deles passaram a usar este tipo de material nos produtos de informática em geral. Desde então, Jobs vem trabalhando muito em idéias criativas deste nível e obtendo sucesso de vendas com elas.

De forma resumida: o cara saiu da Apple e, depois de 11 anos, voltou para evitar que a empresa falisse. Deu tão certo que hoje (dados até 2010) a Apple é a 39ª marca mais valiosa (segundo a Business Week) do mundo, a frente de empresas como Siemens (44ª), Harley-Davidson (45ª), Philips (48ª), Accenture (49ª) e Volkswagen (56ª). Note que estamos falando em valor da marca (brand value), e não em faturamento.

Jobs é conhecido por ser um cara, digamos, excêntrico. Budista, tem o costume de andar descalço e de bermuda, reduziu seu salário na Apple a 1 dólar, e ao mesmo tempo tem uma fortuna estimada em 2009 de 5.1 bilhões de dólares. Extremamente perfeccionista e deseja sempre alcançar a simplicidade e funcionalidade máxima em cada produto. Acredita que a equipe organizadora é fundamental em todo o processo, porém, segundo o filme Piratas do Vale do Silício, que conta a trajetória de Jobs, ele tem características de um déspota, onde ele é o grupo de um só homem. Apesar de inúmeras controvérsias apresentadas em seu modo de ser e administrar, e por muitos sendo tomado como “insuportável” (Wikipedia)

Esse é o figura: simplesmente eleito o CEO da década...

Com todo esse jeitão ele é um grande exemplo sobre como uma boa administração, marketing e fidelização de clientes (ou distorção da realidade), além de bons produtos podem levar uma empresa ao sucesso. Um bom exemplo a se seguir.

Se desejar, veja o perfil dele no site da Apple clicando aqui. Também há o livro “A cabeça de Steve Jobs” que, dizem (eu ainda não li), é muito bom.

Se quiser comentar algo sobre essa personalidade do mundo tecnológico sinta-se a vontade, clique em “Deixar um Comentário” e manda ver!

 





Antes da camisa da empresa eu visto a minha!

7 02 2011

Ao ler o título você deve ter pensado: o que ele quis dizer com isso?

Explico: foi-se o tempo em que um profissional devia simplesmente “vestir a camisa” da empresa, ou seja, ser 100% dedicado ao seu trabalho e ficar 20 anos na mesma empresa. Primeiro que hoje em dia é raríssimo encontrar alguém da nova geração (ou Geração Y, falarei mais futuramente) que tem como meta ficar tanto tempo em um lugar só. Segundo que eu não posso me dedicar só ao meu trabalho.

Quer saber o porque?

Hmmmmm, me explica isso!

O primeiro ponto que eu destaco nesse assunto é que vivemos um mundo de mudanças constantes. O que hoje é realidade, tendência, vanguarda, supimpa e bacana amanhã pode virar algo totalmente ultrapassado, ridículo, sem graça, porcaria. É, é assim que funciona. Temos uma infinidade de “lançamentos revolucionários” que hoje só servem para fazermos piada (sim, Google Wave, estou olhando pra você).

Então se vivemos em um ambiente tão volátil temos que ter uma capacidade de adaptação muito grande. E, para isso, temos que ter nossa mente aberta, aprender coisas novas, estar de olho em oportunidades que possam aparecer, ou seja, não dá pra ser bitolado no seu emprego atual!

E quando digo que visto a minha camisa, a da empresa vem depois, é isso que eu quero dizer. Eu preciso me desenvolver pessoalmente e profissionalmente. Preciso ter meu tempo de lazer, momentos em família, dar risadas e viver a vida para ter o corpo e a mente saudáveis. Preciso ter a capacidade de fazer escolhas, de sonhar meu futuro, e mais que isso, planejar onde quero estar.

Se eu atender esses pontos eu estarei 100% satisfeito comigo mesmo, e estando feliz eu tenho como ser um profissional muito melhor na empresa onde estou. Aí sim posso vestir a camisa da empresa e me dedicar ao máximo durante meu trabalho.

O que muita gente esquece é que temos sim que ter uma vida pessoal saudável. É comum vermos pessoas trabalhando 12 ou até 14 horas por dia, seja para “render mais”, seja para ganhar mais dinheiro. Mas isso compensa?

Adianta ganhar dinheiro e não ter tempo para aproveitá-lo? Gastar dinheiro com remédios depois, porque ficou tão estressado que ficou doente?

Pense nisso! Se você é tão chegado em vestir a camisa da empresa passe a se ver como EU S/A. Quem sabe você passa a vestir a camisa correta.