Assuntos polêmicos, trabalho e pessoas

11 02 2011

Todo mundo gosta de conversar, ou pelo menos quase todo mundo. Então, em um ambiente de trabalho, onde há várias pessoas juntas, há bastante conversa, seja na hora do café, seja em reuniões, seja durante a execução das atividades.

Galerinha na hora do café

E pessoas são diferentes. Cada um pensa de um jeito, tem uma opinião, torce para um time, gosta de determinadas coisas. Essa é a graça da humanidade! Mas com tanta gente diferente no mesmo ambiente é necessário cuidado para evitar assuntos que possam causar polêmica, contendas, brigas, inimizades, enfim, que não sejam “bons assuntos” para o ambiente de trabalho. Nesse post pretendo citar alguns assuntos que sempre são estopim de problemas.

Futebol

Esse é fato! Moramos no “país do futebol”, a maioria das pessoas torce para algum time, uns mais de perto, outros não-praticantes. Falando na área de TI onde temos uma demografia que tende a ter mais homens esse “problema” é agravado, pois o sexo masculino tende a acompanhar mais o esporte bretão.

E aí caímos nas rivalidades. Santos, São Paulo, Corinthians e Palmeiras no estado de SP. Vasco, Flamengo, Fluminense e Botafogo no Rio. Atlético-MG e Cruzeiro em Minas. Internacional e Grêmio no Rio Grande do Sul. E por aí vai, rivalidades no Nordeste, no Paraná… e piora quando tem clássico.

Ahhhh, meu time é melhor que o seu!!!!

 

Tem quem leve as piadas na esportiva, tem quem brigue. Esse é o problema. Temos que ter muito cuidade quando o assunto é futebol para não perder amigos e se complicar no ambiente de trabalho. Se você ainda não conhece as pessoas, é novo de empresa ou sabe que a maioria é fanático, nem brinque. Deixe suas piadas para um ambiente entre amigos que não vai afetar seu emprego.

Religião

Alerta vermelho! Se o futebol que é quase uma religião é tão problemático, religião então…No Brasil temos uma grande variedade de crenças, e isso em um ambiente de trabalho pode ser perigoso, pois infelizmente ainda existe preconceito e intolerância.
Católicos, evangélicos, budistas, umbandistas, Seicho-no-ie, Pró-Vida, Herbalife, são muitas as religiões e filosofias de vida, e todos devem viver em harmonia. Portanto se você pensa em tentar “ganhar” pessoas para sua religião deixe para fazer isso onde não cause polêmica, fale com as pessoas em particular e evite contendas, pois quem sai perdendo é você e sua carreira.

Sexualidade

Tão problemático quanto as anteriores. A opção sexual de cada um é individual, e por mais que você não concorde você deve respeitar, não só no trabalho como em qualquer lugar. Portanto criticar, atacar ou satirizar alguém pode ser um grande problema para você e ser motivo inclusive de demissão, muitas vezes por justa-causa.

Sua opinião

Não, não to falando que sua opinião é um problema! Quero que você deixe a sua opinião nos comentários sobre se você já presenciou algum problema em ambiente de trabalho por conta de algum assunto polêmico. Vamos lá, desembucha!

Anúncios




Antes da camisa da empresa eu visto a minha!

7 02 2011

Ao ler o título você deve ter pensado: o que ele quis dizer com isso?

Explico: foi-se o tempo em que um profissional devia simplesmente “vestir a camisa” da empresa, ou seja, ser 100% dedicado ao seu trabalho e ficar 20 anos na mesma empresa. Primeiro que hoje em dia é raríssimo encontrar alguém da nova geração (ou Geração Y, falarei mais futuramente) que tem como meta ficar tanto tempo em um lugar só. Segundo que eu não posso me dedicar só ao meu trabalho.

Quer saber o porque?

Hmmmmm, me explica isso!

O primeiro ponto que eu destaco nesse assunto é que vivemos um mundo de mudanças constantes. O que hoje é realidade, tendência, vanguarda, supimpa e bacana amanhã pode virar algo totalmente ultrapassado, ridículo, sem graça, porcaria. É, é assim que funciona. Temos uma infinidade de “lançamentos revolucionários” que hoje só servem para fazermos piada (sim, Google Wave, estou olhando pra você).

Então se vivemos em um ambiente tão volátil temos que ter uma capacidade de adaptação muito grande. E, para isso, temos que ter nossa mente aberta, aprender coisas novas, estar de olho em oportunidades que possam aparecer, ou seja, não dá pra ser bitolado no seu emprego atual!

E quando digo que visto a minha camisa, a da empresa vem depois, é isso que eu quero dizer. Eu preciso me desenvolver pessoalmente e profissionalmente. Preciso ter meu tempo de lazer, momentos em família, dar risadas e viver a vida para ter o corpo e a mente saudáveis. Preciso ter a capacidade de fazer escolhas, de sonhar meu futuro, e mais que isso, planejar onde quero estar.

Se eu atender esses pontos eu estarei 100% satisfeito comigo mesmo, e estando feliz eu tenho como ser um profissional muito melhor na empresa onde estou. Aí sim posso vestir a camisa da empresa e me dedicar ao máximo durante meu trabalho.

O que muita gente esquece é que temos sim que ter uma vida pessoal saudável. É comum vermos pessoas trabalhando 12 ou até 14 horas por dia, seja para “render mais”, seja para ganhar mais dinheiro. Mas isso compensa?

Adianta ganhar dinheiro e não ter tempo para aproveitá-lo? Gastar dinheiro com remédios depois, porque ficou tão estressado que ficou doente?

Pense nisso! Se você é tão chegado em vestir a camisa da empresa passe a se ver como EU S/A. Quem sabe você passa a vestir a camisa correta.